eleição vista de soslaio - iii

Nestas eleições, o que mais me custou foi deixar o local em que sempre votei.
Não por ter o que quer que seja contra Coimbra! Bem pelo contrário! Gosto imenso de Coimbra. Cidade boa, com gente boa. Mas as minhas origens, as minhas raízes, estão na Mealhada. É aí que encontro, em dia de eleições, um conjunto de pessoas, que conheço desde sempre. É aí que conheço o que se passa e que posso dar uma opinião fundamentada, com conhecimento profundo (pelo menos é a minha convicção) sobre as questões. É aí que sinto que o meu contributo é mais importante. Nem que seja num acto tão simples como votar.
Racionalmente, percebo a mudança.
Emocionalmente tenho dificuldades em perceber o corte a que me obrigaram. E neste caso sou mais emocional do que racional.
A ditadura do CC (cartão de cidadão) assim o obriga.
Enviar um comentário