Scolari: a distância da palavra ao ato!

Scolari conseguiu os melhores resultados da nossa seleção até agora. Independentemente do que aconteceu, o que fica para a história são os resultados. Scolari tem mérito nisso. É um marco na nossa seleção.
É por isso que custa mais a perceber porque vem lançar esta polémica agora.  A seleção tem estado tranquila, com possibilidade de se concentrar no que é importante e, Scolari, vem atirar esta pedrada ao charco? Será que antevê um Paulo Bento capaz de conquistar feitos ainda maiores do que os por si alcançados?  Vem dizer que deseja sucesso e que Paulo Bento lhe merece consideração, mas aquilo que faz, é uma tentativa de destabilizar a seleção. Apesar de tudo, uma fraca tentativa para um forte espírito de grupo (acredito eu)!
Confesso que, independentemente dos resultados que por aí venham, fico satisfeito por verificar que existe um espirito de equipa e que Paulo Bento, de forma discreta, tem conseguido criar uma equipa, pelo que nem os favoritos do grupo da morte podem estar tranquilos no confronto com a seleção, apesar do polvo Paul! Também é alemão, por isso, faccioso! Mas quando Scolari diz que Pinto da Costa (PC) tinha muita influência na selecção, levantam-se vozes bem altas, que dizem "Ó sua besta, se o PC mandasse na Selecção já tinhamos sido Campeões da Europa e do Mundo !!". Não deixa de ser uma perspetiva interessante e que não é irreal de todo. Afinal já foi Campeão da Europa de clubes por duas vezes! Para mais, ninguém acredita que Scolari ouça quem quer que seja! Neste caso, não parece que PC fosse exceção!
Mas se PC fosse de facto influente, seria possível, acrescentar aos mais de 50 portugueses conquistaram troféus no futebol europeu, mais 10 milhões de Portugueses, pois a seleção é de todos nós! E se a seleção ganha, todos nós ganhamos.
Ficamos a torcer pela seleção e a devorar os programas de televisão sobre a seleção, para que possamos saber tudo sobre eles: pratos preferidos, cores das meias preferidas, bebidas preferidas, se preferem cuecas ou boxers, jogo preferido, musica preferida, se gostam mais de lulas recheadas ou de  picanha com arroz de feijão, entre outras coisas fundamentais para o seu desempenho desportivo. Adivinham-se uns dias interessantes, em termos desportivos. Que venha depressa o Europeu para que o futebol se instale dentro das 4 linhas.

Mario Balotelli: génio, louco, prima-dona ou inimputável?



Este tipo é capaz do melhor e do pior. Parece ser grande jogador, mas fraco Homem. Diria mais, alguém que faz ameaças de morte, não deveria estar presente num Europeu de futebol, onde se enaltece o fair-play, o respeito e o combate ao racismo.

Não sei mesmo se a própria equipa o tolerará muito tempo. Aliás, o seu treinador já o expulsou de um treino Mancini expulsa Balotelli do treino. Apesar de o próprio se considerar um génio, e apesar de perceber os seus fundamentos de base, este tipo de pseudo-justiceiros, normalmente, não tem bons resultados. Principalmente quando o seu comportamento não bate certo com as suas palavras, pois vê-se aqui um potencial arruaceiro. Este tipo, ou tem um treinador forte que mantém a rédea curta, ou pode dar cabo de uma equipa, mesmo que esta seja milionária. À partida, seria jogador que não pretenderia ver numa equipa pela qual tenha alguma simpatia. É que o génio que tem, não sei se é suficiente para ultrapassar a sua dose de loucura e o seu comportamento de prima-dona. Claro que fico ainda a aguardar se as ameaças explicitas que fez têm consequências, sendo nessa altura possível classificá-lo, ou não, como inimputável.

É provável que tenha que engolir estas palavras. Se este miúdo crescer e se tornar num homem, poderei ter que dar o braço a torcer. Mas com a qualidade técnica associada, não me importava nada de assumir um erro destes.

No filme seguinte, podem-se observar as suas qualidades de futebolista e confirmar que deve ter ido à casa de banho quando Deus distribuiu a humildade e a inteligência. Pode ser que seja redistribuída numa segunda volta e ainda possa apanhar alguma por aí.

Energia Nuclear?

Ficheiro:Nuclear Power Plant Cattenom.jpg
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Nuclear_Power_Plant_Cattenom.jpg



Quando se fala em energia nuclear, tremo! E temo! Temo pelo futuro das nossas crianças! Quando se vê que uma sociedade organizada e com reconhecida capacidade de organização não consegue estancar em tempo útil a catástrofe nuclear. Ex-primeiro-ministro japonês admite culpa do Estado no acidente de Fukushima, não consigo imaginar o que seria uma central na nossa praia. Primeiro, teria receio da provável nomeação de um político com formação em economia, sociologia, direito ou até em relações internacionais, como responsável máximo da central. Quem melhor? Competências técnicas? Não acredito. Depois, quando deixasse de estar na moda, o nível de degradação subiria significativamente, a meu ver, claro.
Claro que o nuclear não obedece a fronteiras, como se pode ver no artigo seguinte: Atum capturado na Califórnia com radioactividade de Fukushima. Claro que há sempre o argumento de que o nuclear mora aqui ao lado. Sim, eu sei. Mas que não sejamos nós a contribuir para a propagação da energia nuclear. Que sejamos evangelizadores na promoção de energias alternativas, aumentando gradualmente as fontes de energia renováveis, sem nunca cair na tentação de avançar pelo nuclear. Temo também que qualquer crise em que seja necessária contenção, possa pôr em causa a operação e a segurança deste tipo de centrais nucleares.

a suprema arte de comunicar

O dia da mãe deve ser como o Natal... É sempre que o homem quer!
Comunicação deve ser feita todos os dias...
O melhor destes dois mundos num filme simples, mas intenso:

Nós e os outros...


ELE E EU… NÃO É ESTRANHO?

Quando ele não acaba o seu trabalho, digo: é preguiçoso.
Quando eu não acabo o meu trabalho, digo: estou muito ocupado.
Quando ele fala de alguém, é maledicência.
Quando - eu falo de alguém, é crítica construtiva.
Quando ele mantém o seu ponto de vista, é teimoso.
Quando eu mantenho o meu ponto de vista, sou firme.
Quando ele não me fala, é uma afronta.
Quando eu não lhe falo, é simples esquecimento.
Quando ele demora muito tempo a fazer qualquer coisa, é lento.
Quando eu demoro muito tempo a fazer qualquer coisa, sou cuidadoso.
Quando ele é amável, tem uma segunda intenção.
Quando eu sou amável, é porque sou virtuoso.
Quando ele vê os dois aspectos de uma questão, é oportunista.
Quando eu vejo os dois aspectos de uma questão, sou largo de espírito.
Quando ele é rápido a fazer qualquer coisa, é descuidado.
Quando eu sou rápido a fazer qualquer coisa, sou hábil.
Quando ele faz qualquer coisa sem lhe pedirem, mete-se no que não lhe diz respeito.
Quando eu faço alguma coisa sem que mo peçam, tenho iniciativa.
Quando ele defende os seus direitos, tem mau feitio.
Quando eu defendo os meus direitos, mostro que tenho carácter.
SIM… É MUITO ESTRANHO! (Y. Blondel)

Basket Porto vs Benfica! viva a NBA!

http://www.zazzle.pt/evolucao_do_afundanco_do_basquetebol_do_presente_d_capas_speck-176280518269898615

Parabéns Benfica

Antes de mais, há que dar os parabéns ao Benfica, pelo seu mérito desportivo e por ter conquistado mais um campeonato de Basketball.
Vendo o relato dos acontecimentos, fiquei convencido que o Porto, com a sua veia hospitaleira, tinha arranjado uma sala particular para o Benfica apreciar e festejar a sua vitória, sem ter que se preocupar com fatores externos aos seus festejos. Quantos pagariam fortunas para ter uma sala particular, longe dos adeptos do adversário, para festejar alguma coisa?

Afinal, havia adeptos

Depois percebi que não era bem assim! Havia adeptos envolvidos. Ânimos exaltados que fizeram com que os jogadores e equipa do Benfica tivessem que se refugiar no balneário. Pensei: Estes adeptos são todos iguais. Razão tinha aquele clube que arranjou uma jaula para meter os adeptos. Deveria colocar os adeptos dentro da jaula, independentemente da sua cor clubística. E quando falamos de claques, os grandes clubes são iguais. Azuis, vermelhos ou verdes! Animais que merecem estar enjaulados. Salvo raras exceções.

Afinal, há vida para além dos adeptos

Continuando a ler notícias sobre um desporto que já foi a minha paixão, verifiquei que não havia apenas adeptos. Afinal os paladinos do bom comportamento e da verdade desportiva, também têm comportamentos incorretos? Estava convencido que eram apenas os adeptos, com o incendiar de autocarros, a agressão a jogadores, os apagões e os sistemas de rega apagados. Mas sempre pensei que jogadores, equipas técnicas e dirigentes se afastassem disso.
Afinal, não. Talvez fosse desejável um programa de compra e distribuição de açaimos para gente raivosa.
Ainda por cima, até num jogo de basket, o futebol vem à baila, com uma tentativa ridícula de ofender a honorabilidade das pessoas dos outros clubes. Claro que, enquanto não oharem para si próprios, e enquanto continuarem à procura de bodes expiatórios para expiar os insucessos, não há grande preocupação. Apenas cansaço de mentiras. E como alguém dizia, uma mentira repetida muitas vezes, não se torna verdade. Até pode parecer, mas não é verdade.
Tal como a verdade lapaliciana que diz que "Um ladrão não deixa de ser ladrão por declamar poesia", tal como se podia dizer "um ladrão não deixa de ser ladrão por ter as orelhas grandes" ou ainda "um ladrão não deixa de ser ladrão por ter 3 dedos". É a sabedoria dos nossos dirigentes desportivos levadas ao seu máximo expoente. E o estilo das insinuações gratuitas que a maior parte das vezes é dirigida a alguém, e que facilmente se diz: "vocês sabem do que eu estou a falar!" E que ninguém tem a coragem de dizer: "Não percebi bem! Pode explicar claramente?"

Viva a NBA

Depois desta final de basket, é caso para dizer:
Façam os jogos à porta fechada! Prefiro ver às  6 da manhã a NBA!
Abaixo o provincianismo bacoco! Viva a NBA!

http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1547536
http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1547493
http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1547427
http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1547541
http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1547538

Milagre na Matemática?



É uma boa notícia e um bom exemplo, mesmo não sendo milagre. Como diz na página de apresentação do projeto Aleph; "O Projeto Aleph pretende colocar nas mãos do estudante várias ferramentas realmente úteis que, embora não substituam o estudo regular e o trabalho empenhado, possam ser realmente lidas e trabalhadas pelos estudantes.". Como todas as ferramentas, alguém tem que trabalhar com ela e quem a maneja é que pode fazer dela boa, ou nem por isso.
Mesmo assim, é uma boa ajuda para que se possa continuar a trabalhar em tempo de crise. Apareçam mais destas ferramentas para as diferentes disciplinas.
Agora, ficamos a aguardar a postura das escolas perante esta oportunidade. É uma excelente oportunidade para contribuírem para a diminuição do peso da fatura relacionada com a escola dos seus alunos. Professores de matemática, ousem! A mudança e os novos métodos podem ser um auxiliar excelente na transmissão e compreensão dos conhecimentos. Provar que o mundo é dinâmico é um direito que vos assiste (e uma obrigação). 

Manual de matemática para o 12.º ano gratuito!
Manual com visão abrangente da Matemática

a escola dos animais


Alguns animais, para resolver problemas que começaram a surgir, decidiram começar uma escola. Os cursos incluíam corrida, alpinismo, natação e voo. Decidiram que todos os animais deveriam fazer todos os cursos.
O pato era melhor do que o seu professor em natação, no entanto tirou apenas uma nota média na matéria de voo, o suficiente para ser aprovado mas, na corrida era fraco.

Então a organização fez com que ele saísse das aulas de natação e ficasse depois do horário das aulas para treinar mais a corrida. Por correr muito e praticar muito, ficou com as patas em ferida e inchadas pelo que começou a fraquejar na natação. Todos os outros alunos de natação se sentiram menos ameaçados e mais confortáveis acerca desse facto, exceto o pato, claro.
O coelho começou como o melhor aluno da classe em corrida, mas por causa do seu empenho em nadar melhor, apanhou uma pneumonia e teve que sair da escola.
O esquilo mostrou uma tremenda habilidade em alpinismo. Já nas aulas de voo ele não era nada bom, estava até frustrado porque o professor insistia em que ele começasse a voar a partir do chão em vez de saltar de uma árvore para outra.
Ele desenvolveu uma cãibra resultante do cansaço de tal maneira que teve uma nota baixa em alpinismo e outra ainda mais baixa em corrida.  
A águia era uma estudante problemática e foi disciplinada por ser uma não-conformista. Por exemplo, na classe de alpinismo, ela podia superar qualquer aluno chegando mais rápido ao topo das árvores. Mas ela insistia em fazer isso de sua própria maneira para chegar lá. Finalmente, porque ela se recusava a participar nas aulas de natação, acabou sendo expulsa da escola.

A solução passa por dar resposta a uma pergunta simples: Quem não tem asas pode aprender a voar? Estamos a focalizar nos pontos fracos em vez de desenvolver e melhorar os pontos fortes? Se somos bons em algo, porque não melhorar essa capacidade/habilidade e sermos mesmo muito bons naquilo? Ainda por cima, evita as frustrações associadas a insucessos decorrentes de pouca habilidade para uma disciplina e a frustração correspondente. Para assegurar o sucesso, é fundamental explorar e treinar as habilidades e competências existentes, e perceber quais as que, mesmo sendo menos fortes, sejam fundamentais para a sua atividade. Neste caso, pode ser necessário limar uma ou outra competência, fora dos pontos fortes, mas o reforço, deve ser claramente nos pontos fortes.

Um pato foi feito para ser um pato, a águia para ser águia, ninguém mais.

E o Ornitorrinco? Claro que existem ornitorrincos. Ave, réptil e mamífero num só animal. Magnífico! Mas este animal começa a entrar na esfera dos super-heróis! São raros.

Briosa - fato de gala não serve a leão!

Brioooooooosaaaa!
A Briosa ganhou a Taça de Portugal ao Sporting. Agora, merece ir à Europa.
Coimbra é uma lição. É bonito ver a tradição de uma cidade, muito ligada à sua academia, ser posta em prática nestes momentos. Há algo poético nos momentos grandes da Académica. A Académica é uma equipa com mística. É uma equipa que sofreu durante a 2.ª volta e esteve próximo da descida! Com a Académica é sempre muita emoção! Para os bons e para os maus momentos. Felizmente, houve final feliz. Uma época que começou com a promessa de ser excelente, teve momentos de pesadelo, mas tudo se compôs. Mais um poema com início feliz, muitas dificuldades pelo meio e um final épico. A Académica foi humilde e conseguiu montar uma estratégia que foi ajudada pelo início de jogo com um golo no início de jogo, e que facilitou o restante jogo. O Sporting também ajudou, com um jogo mal conseguido. Parecia jogo de início de época para o Sporting.
Esta vitória tornou uma cidade um pouco mais feliz. Agora, faltava que estas vitórias se tornassem mais frequentes. Taça de Portugal ou Taça da Liga serão os que estão mais facilmente ao alcance da Académica, mas é importante para conseguir envolver mais a cidade e toda uma região com o clube. O clube também devia procurar ser mais de uma região do que de uma cidade, mas são opções.

O futuro
Acredito que os dirigentes da Académica não entrem em euforia, pois esta ida à Europa com entrada direta na fase de grupos tem que ser tratada com muito cuidado, tendo em consideração o objetivo principal da Académica. Claro que há quem diga que se deve pensar em grande, mas também se alerta para não querer dar um passo maior do que a perna. Cuidado Briosa. A Europa ainda não é a tua praia. Há um longo caminho a percorrer até haver uma Académica Europeia. O campeonato interno é claramente o objetivo. A época foi salva com a vitória no jogo de Guimarães. A Taça de Portugal foi uma canção extra, e muito saborosa.

Sporting
Apesar da polémica com Adrien, o melhor jogador da Académica no jogo da final, Sá Pinto acabou por ser dos mais equilibrados na análise do jogo, e evitou a conversa sobre as arbitragens. Acabou por permitir dizer glória aos vencedores e honra para os vencidos. Por pouco.

Fato de macaco!
Coimbra: uma lição!

Brioooooooosaaaa!

champions league 2012 Chelsea vs Bayern


Chelsea é Campeão Europeu! 
Chelsea campeão europeu em casa do Bayern Munique, mas se fosse pelo jogo puro e duro, não merecia. Teve uma equipa com grande entreajuda, um Cech enorme nas grandes penalidades e um Drogba sempre enorme!

O Chelsea passou a eliminatória com o Benfica, mas podia ter sido o Benfica a passar, que não traria qualquer escândalo. Talvez tenha sido nesta eliminatória que ganhou uma equipa. Passou a eliminatória com o Barcelona, mas não seria escandaloso que fosse o Barcelona a passar. Foi jogar a casa do Bayern e, a maioria, pensava que era uma questão de tempo até o Bayern marcar. Foi dado como vencido a 10 minutos do final do jogo, mas o grande Drogba empatou o jogo, com um golo resultante da marcação do primeiro canto a favor do Chelsea aos 88 minutos. O grande Drogba fez um penalti sobre Ribery, o irascível, que o imenso Cech defende. 10 minutos finais emocionantes que valeram pelo jogo. O prolongamento também teve mais emoção. 

Grandes penalidades! O Chelsea já foi mais longe do que eu pensara ser possível! A primeira grande penalidade foi falhada pelo Chelsea, mas recuperou e Drogba marcou a última, sendo o corolário de uma exibição de luxo. Talvez o corolário de uma carreira.

Durante os jogos todos tomamos partido de algum clube. Eu estava pelo Chelsea. Tem portugueses, é um financiador do futebol português e não são alemães (os últimos dois anos levam a este critério). O sonho do Abramovic foi alcançado no ano mais improvável, a julgar pelos sobressaltos da época. PARABÉNS CHELSEA!

Os árbitros (quem eram?) não são objeto de discussão, pelo que o seu trabalho deve ter sido bom!

Que a final da Taça de Portugal, à imagem desta final, seja forte em emoções e que o troféu seja conquistado, tal como hoje, pela equipa que não parte como favorita para a final. Faria com que a Taça viesse repousar nas margens do Mondego.

A chatice de ser pai!


É uma chatice ser pai. Tenho que ser o responsável do sitio.
O que eu gostava era de não ter que ser responsável. Sei que conquistaríamos o mundo! Melhor, o Universo! Queria não ser o responsável de serviço! Ou então, que fosse possível rodar esta responsabilidade! Seria uma aventura sem paralelo! Um desafio constante e intenso.
Gostaria de começar o dia e tomar um grande pequeno almoço cheio de sumos e doces.
Gostaria de ir brincar sem hora. Jogar à bola, até ao final do dia, andar de bicicleta sem parar e sem qualquer hora, não ter que parar a meio para comer. Gostaria de mexer em tudo o que há em casa para fazer experiências sem fim e de desmontar todos os materiais elétricos que sei que voltaria a montar de forma perfeita. Gostaria de ver televisão sem parar e de comer pipocas sem limites. Gostaria de ir para onde quero, andar sem destino. Passar o dia na piscina até a pele ficar encarquilhada, ou no parque. Passar o dia a construir máquinas em Lego. Almoçar muitas batatas fritas e frango à churrasco. Todos os dias. Gostaria de rasgar calças e camisolas de rastejar no chão a ver as formigas e a esconder-me dos meus filhos ou a procurá-los. Gostaria de tomar banho de imersão todos os dias com espuma. Gostaria de fazer desenhos sem fim e outras atividades. Ver televisão e saltar na cama horas seguidas. Gostaria de não ter horas para me deitar e apenas cair no sofá ou na cama por exaustão de um dia de brincadeira total e ilimitada.
Mas não! Tenho que ser responsável. Impor limites e fronteiras. Ser pai é uma chatice.

Mas se me perguntarem se Os filhos fazem com que os pais sejam pessoas mais felizes? a resposta é um claro e inequívoco SIM!! Absolutamente e de forma irracionalmente explicável! Se entendo que alguém que não tenha filhos possa pensar que é mais feliz assim, tenho grandes dificuldades em perceber como é que alguém que tenha filhos possa pensar o contrário!

Secas!


Há alturas em que a capacidade de pensar só pode ser estimulada por anedotas curtas, secas e que não precisem de grande concentração para entendimento.
O abandono destes 2 jogadores: Pedro Mendes deixa o futebol e Van Nistelrooy também, 2 grandes jogadores que deixam o futebol, fez-me lembrar uma das secas mais curtas e interessantes:

"Róis as unhas?
Não!
O Van Nistelrooy!"

economia pornográfica




Há histórias que passam a lendas, mitos urbanos. Pelo que me vão contando, esta história já se passou em várias universidades, e relembra-me a situação atual, refletida na notícia que segue a história:

"Numa faculdade de Direito, iam-se realizar as provas de exame orais. Tal como muitas outras cadeiras, esta também tem os seus professores que são endeusados ou diabolizados, dependendo da perspetiva.
O professor perguntou a uma aluna, em plena oral: "À luz do Direito, qual é a diferença entre si e uma vaca?" A pergunta serve como provocação. Mas a resposta é elementar... 
Pois lá apareceu uma daquelas alunas que vinha tentar fazer a cadeira pela terceira vez ... Depois de pedir para repetir a pergunta, a aluna hesitou, mas depois respondeu: 

- Apalpe-me as mamas!
O professor ficou atónito: 
- Como???? 

- Apalpe-me as mamas! - repetiu a aluna tranquilamente. 
- Você tem a noção do que está a dizer?! - retorquiu o professor. 
- Claro. Quando me saltam em cima... gosto que me apalpem as mamas!"



gestores do psi20 ganham 44 vezes mais que os trabalhadores, sendo curioso verificar que em 2010 ganhavam mais 37 vezes. Não há dúvidas que a crise traz oportunidades.


Para quê a preocupação com confusão com o exame nacional do 9.º ano? Vamos ao que importa, desde que haja uma televisão em casa ou num café próximo para ver a nossa rapaziada, qual é o problema?

Estamos todos doidos? Hem?

Estamos todos doidos? Isto é a loucura total!

A Briosa de todos nós!

A Académica faz sofrer até à última jornada! Uma autêntica telenovela, com final feliz no último episódio! Antes de merecer ir à Europa através do mérito da presença e esperada vitória na final da Taça de Portugal, já sabe que vai à Europa, pelo lugar alcançado no cmapeonato. Não! Não estavam todos tão próximos que tenha saltado do antepenúltimo para o sexto lugar. Ficou em 12.º lugar. Não, Portugal não está tão bem classificado que haja 12 clubes com acesso à Europa. Nenhum país tem 12 clubes com acesso à Europa!
O que se passa é que o 6.º, o 7.º, o 8.º, o 9.º, o 10.º e o 11.º não têm condições para ir à Europa! Brutal. O melhor é mesmo alargarmos o número de clubes para 18. Talvez para 22. A probabilidade de ter um clube a descer de divisão e a ir à Europa, aumenta bastante. Seremos vanguardistas no mundo do futebol.
Académica salva-se da descida e vai à Liga Europa

Pedro Proença: A loucura dos Europeus

Não saberão estes Europeus que Pedro Proença e demais árbitros portugueses são todos incompetentes? Andam loucos, cegos ou está tudo feito?
Andamos nós com as nossas permanentes teorias da conspiração, fundamentadas pelos 3 diários desportivos, generalidade de comentadores e árbritos reformados, e vêm vocês contrariar a nossa ideia de que está tudo feito? Não pode ser! Têm que estar mais atentos! Como podem nomear um árbitro português para a final da Liga dos Campeões! Não percebem nada de futebol! Perguntem a qualquer Português, de forma completamente aleatória, se já não foi escandalosamente prejudicado pelo Pedro Proença? Perguntem se acham que tem categoria para arbitrar um jogo deste calibre? E o penalti que não marcou, já não sei bem quando? E o amarelo na 8.ª jornada do campeonato de 1999/2000 que devia ser vermelho? E... e...                         DOIDOS!
Pedro Proença apita a final da Champions


Ainda há que destacar um feito no golfe, pelo golfista Ricardo Santos e ainda um feito na natação, pela nadadora Angélica André!


onda do canhão da Nazaré no Guiness


Nazaré!
Novembro 2011!
Norte, Praia do!
McNamara, Garrett!

Está confirmado , McNamara surfou a maior onda alguma vez surfada. Pelo menos que haja registos. O Livro dos Recordes Guiness, já validou este recorde.
É preciso mais do que apenas uma dose de loucura!

Onda da Nazaré livro do Guinness reconhece recorde mundial
Nazaré entra no livro do Guiness
Surf em boa onda gigante

Epá! Isso é que não!

Português típico a usufruir das pontes
Segundo o público, "A Santa Sé anunciou hoje ter chegado a um “entendimento excepcional” com o Governo português para a eliminação dos feriados do Corpo de Deus e de Todos os Santos, a partir de 2013 por um período de cinco anos. O Governo fez saber que a supressão dos dois feriados civis também entrará em vigor a 1 de Janeiro do próximo ano." Menos quatro feriados a partir de 2013

Segundo o público:


Epá! Isso é que não!!! Ainda não é em 2013 o crescimento brutal na produção? Tenho que me lembrar do que me disse o outro: Ver sempre os aspetos positivos da coisa! Que aspetos positivos?
Ok, há efeitos altamente benéficos com a crise! Diz-se que com a crise vem a oportunidade e não é que colidimos frontalmente com um exemplo? É bom saber que a crise pode estar na origem da diminuição do número de mortos na estrada! Provavelmente deveríamos acentuar a crise. Talvez assim se resolvesse o problema das mortes na estrada.

Adão e Eva no Paraíso


Esta é uma das últimas oportunidades de escrever alguma coisa sobre Sarkozy. Creio que vai ser mais lembrado por ser marido da Carla Bruni, do que pelo seu legado político. Não poderia deixar de partilhar este texto 

Depois de mais uma reunião da UE alguns Ministros, para "aliviar" a pressão, resolvem passar pelo Museu do Prado em Madrid e, alguns deles param meditando perante a excelente pintura de Adão e Eva no Paraíso.
Desabafa Angela Merkel:
- Olhem, que perfeição de corpos: ela esbelta e esguia, ele com este corpo atlético, os músculos perfilados... São necessariamente estereótipos alemães.

Imediatamente Sarkozy reagiu:
- Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende de ambas as figuras... ela tão feminina... ele tão masculino...Sabem que em breve chegará a tentação... Só poderiam ser franceses.

Movendo negativamente a cabeça, o David Cameron arrisca:
Of course not! Notem... a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto. Só podem ser ingleses.

Depois de alguns segundos mais de contemplação, Passos Coelho exclama:
- Não concordo. Reparem bem: não têm roupa, não têm sapatos, não têm casa, só têm uma triste maçã para comer... não protestam e ainda pensam que estão no Paraíso. Não tenham a menor dúvida, são portugueses!


Talvez se Sarkozy não tivesse sido um acólito de Herr Merkel, ainda pudesse ser recordado. Bem, independentemente do seu legado, é óbvio que prefereria sempre ouvir a sua cara metade do que o sarkozy. Eis uma justificação sublime para tal:

E tu Carla Bruni? Não nos deixes! É mais fácil pensar que estamos no Paraíso se formos embalados por vozes como a tua! Que o novo presidente de França faça o seu trabalho e te dê condições para continuares a encantar!

até se joga ténis, no Estoril Open

Na 23.ª edição do Estoril Open fez-se de tudo. Até se jogou ténis:


















Del Potro ganhou pela 2.ª vez e pretende ganhar 3.ª vez: Del Potro bicampeão do Estoril Open
Kaia Kanepi campeã do Estoril Open

França: centro do mundo por um dia!


Gostei que fizesse o seu primeiro discurso na sua terra Natal. Pode ser um bom indício: Hollande eleito Presidente: "Não somos um país qualquer, somos a França". Agora, falta pôr as palavras em prática! E que seja uma mudança tranquila: A esperança tranquila.
Nikolas Sarkozy, teve um discurso final digno. O que nem sempre consegui no exercício das suas funções.
Que venham ventos de mudança

Mãe

mother child on canvas
http://henrycolchado.com/


Parabéns a todas as mães!
Porque há sempre palavras que não se dizem, fica aqui a minha homenagem pelas palavras do José Luís Peixoto e pela imagem de Henry Colchado


Palavras para a Minha Mãe
mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe, amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

José Luís Peixoto, in "A Casa, a Escuridão"

formas criativas de poupar... o belo leasing

Há uns dias li num jornal que os trabalhadores portugueses são muito requisitados por países com economias fortes. A capacidade de adaptação, a agilidade no trabalho, as cada vez mais reconhecidas qualificações, a capacidade para aprender línguas e o próprio conhecimento da lingua portuguesa, essencial para a presença em mercados com Angola e Brasil, são alguns fatores determinantes na sua capacidade. Claro que também temos o fado e o destino a importunarem-nos a vida, mesmo sendo património da humanidade, o que faz de nós um povo mais tristonho. Acredito que só por isso não temos o melhor funcionário público do mundo, resultando que o nosso eterno parceiro europeu, arrecadasse o título: melhor funcionário público do mundo é Grego e bem disposto. Felizmente, temos o Pingo Doce!
Há ainda outros fatores que deveriam estar entre as competências requeridas para qualquer colaborador, e que são inatas em nós. A criatividade presente em alguns de nós é simplesmente alucinante.
Mostramos uma enorme capacidade de surpreender tudo. Ouvi algumas histórias fantásticas da arte de bem viver à custa dos outros, e sem qualquer consequência prática.
No que respeita a formas criativas de poupar, houve uma moda, que confirma a nossa criatividade no que respeita dar a volta a situações quotidianas. Não posso confirmar se esta história está no âmbito da realidade ou se é mais um mito urbano. De qualquer forma, vale a pena saber que havia algumas pessoas que compravam belos carros pelo sistema leasing, e pagavam apenas o valor inicial. Ficavam com o carro por um determinado período, normalmente durante o período de férias de Verão, em que iam a algumas das festas badaladas entre os meios mediáticos da nossa urbe e, após o primeiro mês de utilização e consequente primeira falha no pagamento da prestação, a empresa ia buscar o carro. Entretanto, quem fazia o negócio, já tinha passado as férias com "o carro". Estará mais dificil agora, com a crise?

escola prática



É sempre bom ter conhecimento de notícias como a que nos diz que Portugal conquista duas medalhas de prata nas Olimpíadas da Ciência ou a de que O Vila Joya foi considerado o 45º melhor restaurante do mundo!


a escola
Centrando-nos na temática escola, uma das questões que me faço muitas vezes é "para que serve a escola?". Confesso que ainda não encontrei uma resposta que me satisfaça. Claro que fico com a sensação de que serve para pouco se tentar apenas transmitir conhecimentos. E lamentavelmente, parece-me que é a preocupação central da escola de hoje!
Cumprir programas! Cumprir programas! Cumprir programas!
Os professores aproximam-se de autómatos! A continuar com estas tarefas rotineiras, facilmente serão substituídos por computadores, sejam em forma de andróide ou dos obsoletos "desktops". A escola deve ser desafiadora e estimular formas diversas de chegar a uma solução. Promover múltiplos métodos de resolver problemas. Porque é que devo estar preso à resolução de problemas tradicionalmente aceite! Isso não trás nada de novo. Se algum aluno apresentar uma forma diferente de resolver problemas, deve ser elogiado, homenageado, alvo de uma estátua ou uma fotografia a dizer "O Zezinho foi capaz! E tu?"


a escola prática
Mia Couto, nesta entrevista ao ionline diz: "Tenho uma filha que vem agora estudar para Lisboa, tem 21 anos, e a grande questão para mim não é que ela aprenda, faça um curso, mas que aprenda a gerir o seu tempo, a valer-se a si própria, saiba conquistar aquilo de que precisa. Essa é a grande escola, não me importa que ela não tenha uma grande nota." Tendo a concordar com ele! Para isso, é importante que as escolas tenham uma vertente prática muito intensa. É neste ponto que entra a notícia do Vila Joya. Não sei se é o caso, mas os alunos das escolas de turismo, pelo que sei, têm uma realidade escolar muito ligada à prática. Precisam de executar. Realizar no terreno o que aprendem na teoria. E isto explica porque aparecem vários profissionais do turismo com elevada competência não apenas no saber, mas essencialmente no saber-fazer. Este assunto vem salientado na notícia seguinte: melhor escola em Espanha tem cada vez mais portugueses, mas pode ser visto no funcionamento de vários cursos de turismo que existem no nosso país.


o futuro da escola
Seria interessante que deixasse de haver um certo menosprezo por este tipo de escolas, em que se assume que só vai para lá quem não conseguiu seguir no ensino tradicional. Seria interessante  que se analisasse os aspetos positivos que estas escolas têm e a vertente prática que dão aos cursos. Poder-se-ia sempre analisar também as escolas médicas que dão a possibilidade aos seus alunos de terem uma vertente prática intensa e experiências com profissionais com provas dadas e capacidade de passar conhecimentos aos alunos. Talvez a "escola tradicional" melhorasse o seu desempenho e pudesse dar aos portugueses não só mais medalhas, mas essencialmente maior capacidade para resolver os problemas que a nossa sociedade tem, desde problemas de cidadania e comportamentais, passando por problemas de sustentabilidade em diversas áreas.


menos comissões, mais ação
Sendo a escola e a educação uma matéria considerada muito importante pela generalidade dos portugueses, é fundamental que haja reflexão sobre o tema. É preciso, no entanto, ter a consciência que estes temas são passíveis de discussão intensa e de teorias diversas. No entanto, é necessário pôr a mão na massa, sem gastar muito tempo em discussões que não levam a lado nenhum. Principalmente quando existem modelos com provas dadas e que asseguram uma preparação interessante aos alunos que por lá passam. No entanto, a discussão e a troca de ideias é positiva. Nesse sentido, pode ser interessante ler alguns textos relacionados com a escola e as crianças:


Aprender pouco é o segredo das boas notas a Matemática
valores na mochila!
Experimentalismo
Pequenos Ditadores
Escola e vida real

Por último, um pequeno post, com um aforismo que resumo muito do que aqui foi dito:
Fazer e desfazer.