autoconhecimento

Como é sobejamente conhecido, todas as crises contêm oportunidades! Complementando esta questão com os ensinamentos de Sócrates (o filósofo e não o aspirante a filósofo), que nos dizia "conhece-te a ti mesmo", surgiu a oportunidade de frequentar um curso de gestão emocional.

A primeira actividade proposta provocou de imediato um conflito emocional interior. É incrível como o preenchimento de um formulário nos coloca desafios internos significativos. Muitas questões, tinham uma resposta imediata que não correspondia à realidade. Provavelmente, correspondia ao que normalmente se chama "wishfull thinking", sendo a análise mais profunda e consciente irritantemente motivadora de respostas mais credíveis, mas menos agradáveis, face à imagem que temos de nós próprios. Ser honesto connosco nas respostas a este tipo de inquéritos, nem sempre é fácil.

Mesmo antes de iniciar a formação, este conflito emocional interior, só por si, já fez com que o curso valesse a pena. Creio que já me conheço um pouco melhor.
Enviar um comentário