Ricardo Carvalho - o inimputável

O que é que te aconteceu Ricardo?!?!
Depois de uma carreira exemplar, de demonstrar tranquilidade, serenidade e paz de espírito, vens borrar a pintura? Vens dar cabo de uma imagem  que demorou quase tantos anos quanto dura uma carreira a construir?
Podias sair pela porta grande, depois de uma carreira de sucesso, com os jogos de despedida, com flores e ovações e, repentinamente, pára-te o cérebro! Sais sem honra, nem glória. Está bem, com os bolsos cheios, mas se pudesses juntar a honra e glória, serias mais feliz.
Se fosse caso de polícia, diria que qualquer advogado já estaria a pensar em orientar o caso para questões de loucura temporária. Serias inimputável. O problema é que, como podemos ver aqui, já é uma situação repetida. Lá se ia o argumento da loucura temporária!
Não podes ser como o menino que é o dono da bola, e sai e leva a bola consigo, quando as coisas não lhe agradam. Mas com os valores e o negócio que estão envolvidos no futebol, não pode haver lugar para birras: http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1509959. Claro que estás no ocaso da tua carreira (tão bonita, esta frase). Mas uma carreira de sucesso, vai ficar marcada de forma bem vincada por esta atitude. Felizmente, a recuperação do estado de loucura temporária, deu-se rapidamente e houve o anúncio da renúncia à seleção. É que enquanto lá estiver o Paulo Bento, e se depender apenas dele  http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1510169, estou convencido que nem no mocho te sentas. Eu, pessoalmente acredito que o Paulo Bento vai ficar por lá até depois de teres acabado a carreira. É sinal de bons resultados da seleção.
Considero lamentável que esta situação tenha ocorrido, principalmente por seres um daqueles jogadores que não tem semelhança com a maioria dos jogadores. No bom sentido. Ou seja, a ponderação, tranquilidade, diria até uma certa humildade que te reconhecia, pois apesar do estrelato, estavas sempre disponível e sem grandes tretas para falar com os jornalistas e, através deles, para quem te admira, foi por água abaixo.
É caso para dizer, pensem num desejo, pois está aí uma estrela cadente.  
Enviar um comentário