Filhos: Um nó na garganta por 15 euros!




Reler esta história dá que pensar! 
Gostava de não ser este pai. 
Temo que o seja mais vezes do que o justo para a catraiada!
Deixa um nó na garganta!

"Um homem chegou a casa tarde do trabalho, cansado, irritado e encontrou o seu filho de 5 anos à espera dele.
Pai, posso fazer-te uma pergunta?
O que é? Respondeu o homem.
Pai, quanto é que ganhas por hora?
Isso não é da tua conta. Porque é que estás a perguntar uma coisa dessas? - Respondeu o Pai em tom agressivo.
Eu só quero saber. Diz-me quanto ganhas numa hora?
Se queres saber, eu ganho 15,00 € por hora.
Ah... - o menino respondeu, com a cabeça para baixo.
Pai, podes emprestar-me 7,50 €?
O pai ficou furioso - Essa é a única razão pela qual me perguntaste isso? 
Pensas que é assim que podes conseguir algum dinheiro para comprares um brinquedo ou alguma outra coisa? Vai para o teu quarto e deita-te. Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades.
O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.
O Pai sentou-se e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do filho. Como ele ousa fazer tais perguntas só para conseguir algum dinheiro?
Após cerca de uma hora, o homem tinha-se acalmado e começou a pensar:
Talvez houvesse algo que o filho realmente precisava comprar com esses 7,50 € e ele não pedia dinheiro com muita frequência. Foi para a porta do quarto do filho e abriu a porta.
Estás a dormir, meu filho? - perguntou.
Não pai, estou acordado! - respondeu o filho...
Eu estive a pensar, talvez eu tenha sido muito duro contigo. Tive um longo dia e acabei por descarregar em ti. Aqui estão os 7,50 € que me pediste. 
O menino levantou-se a sorrir. Oh pai, obrigado, gritou. Rebuscou alguns trocos por baixo do seu travesseiro.
O Pai viu que o menino já tinha algum dinheiro e começou a enfurecer-se novamente.
O menino lentamente contou o seu dinheiro e, em seguida, olhou para o pai...
Por é que queres mais dinheiro se já tinhas algum? Gritou o pai.
Porque eu ainda não tinha o suficiente, mas agora já tenho. Pai, eu agora tenho 15,00 €. Posso comprar uma hora do teu tempo? Por favor, chega mais cedo amanhã a casa. Gostaria de jantar contigo.
O pai ficou destroçado. Colocou os seus braços em torno do filho, e pediu-lhe desculpa.
É apenas uma pequena lembrança a todos que trabalham duro na vida. Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o
tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que são importantes para nós, os que estão perto do nosso coração. Não te esqueças de compartilhar esses 15,00 € do valor do teu tempo, com alguém que gostas/amas.
Se morrermos amanhã, a empresa para a qual estamos a trabalhar, poderá facilmente substituir-nos em uma questão de horas. Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas vidas..."
Enviar um comentário