o macaco que provocou raiva

Um  individuo está a conduzir um carro luxuoso, quando um pneu se fura. Ao tentar mudá-lo, descobre que lhe falta o macaco.
"Bem, vou até à primeira casa que encontrar e peço um emprestado" pensa, enquanto caminha à procura de ajuda.
"Talvez o indivíduo, ao ver o meu carro, me queira cobrar alguma coisa pelo macaco" diz para si mesmo.
"Um carro como este, e eu a precisar de um macaco, ele vai-me pedir 10 €. Não, talvez peça 50€ porque sabe que eu preciso do macaco. Vai-se aproveitar, talvez peça 100 €."
à medida que vai caminhando, o preço vai subindo. Quando chega à primeira casa, o dono abre a porta e o individuo grita:
- O senhor é um ladrão! Um macaco não vale tanto! Pode ficar com ele!"

Quantas vezes começamos a magicar nas situações e a criar cenários que não têm nada a ver com a realidade? Quantas vezes deduzimos sobre intenções?
Outras histórias:

Enviar um comentário