voto de pobreza... ... ... de espírito


Acredito que a todos nós já tenha aumentado a irritação porque a falta de cidadania está presente em todo o lado. Frequentemente, vejo uma rua com duas faixas de rodagem para cada lado, com  uma das faixas, perto de um café, ocupada. Já aconteceu ver carros não em segunda fila, mas em terceira fila, o que obrigava os carros que circulavam a passar o duplo contínuo.
Este é apenas um pequeno exemplo, embora sintomático, da falta de respeito pelas regras mais elementares de cidadania. Mas não é preciso procurar muito para encontrar destes exemplos todos os dias. É difícil acreditar que, quem não tenha respeito pelas regras mais elementares de cidadania, tenha respeito por valores mais profundos e sólidos. Eu até acredito que tenham respeito pelas regras de cidadania e valores vincados e profundos. Mas que é difícil acreditar, é!

Como dizia Waldo Emerson "O que você é fala tão alto, que não consigo ouvir o que você está dizendo."

E como diz a sabedoria popular: "O exemplo vem de cima."  Claro que esta sabedoria popular desculpabiliza todos os que não sejam ministros, devido aos exemplos que todos os dias quem é responsável nos dá!

http://www.publico.pt/Sociedade/homem-detido-por-fotografar-carro-mal-estacionado-ao-servico-de-aguiarbranco-1562468


Solidários com a crise e com os sacrifícios, é provável que a maioria dos nossos políticos, nestes últimos anos, tenham feito um voto de pobreza... ... ... ... de espírito!

"Bem prega Frei Tomás! Faz o que ele diz, não faças o que ele faz."
Enviar um comentário