+ lições: sempre a aprender

O Bussaco é um lugar com uma magia muito própria. É fascinante e tem uma força própria, talvez decorrente da sua história associada ao silêncio dos monges que por lá procuraram uma proximidade maior com a divindade. O Luso, apesar das maldades que lhe têm feito ao longo dos anos, ainda beneficia dessa magia. Estes são terrenos férteis para histórias fantásticas! Se juntarmos pai e filho num carro, numa noite escura e fria a caminho do Luso, as histórias aparecem naturalmente,sem grande esforço. Fomos à festa da fiha de um grande amigo ao Luso. No caminho o filho pergunta: porque é que a festa é no Luso? Respondo: porque a mãe é do Luso! afirma: Então falam lusês! 


Depois de pensar "santa ignorância" - ainda tens tanto para aprender, meu querido filho - refleti sobre o assunto. Provavelmente esta é a explicação para tanta incompreensão! Há quem fale leonês, dragonês, lisbonês, coimbrês, aveirês. Há quem fale mirandês, lusês, mealhadês e até algarvês. Isto só por terras lusas. Agora junte-se todo o mundo, e veja-se a caldeirada que daqui resulta. "Santa ignorância" a minha!
Enviar um comentário