Via verde - Radares


Recebi por estes dias alguns e-mails a avisar sobre a inauguração oficial de radares na via verde. Não foi qualquer informação oficial. Portanto é informação que carece de validação. E parece que é daqueles e-mails cíclicos, que de quando em quando surgem. Em 2005, 2008 e 2010, surgiu informação semelhante, mas que se veio a verificar não ser verdadeira. Aparentemente qualquer impedimento relacionado com inconstitucionalidades. No entanto, havia também o boato que se estavam a mexer, no sentido de fosse feita uma lei que ultrapassasse essas inconstitucionalidades.

Eu gostaria de dizer "Não pode ser. Avisariam toda a gente e informariam a comunicação social para nos informarem!" Mas isso seria num país decente. Como vejo muitas vezes esquemas e ardis montados para apanhar os condutores em flagrante delito, deixando para trás questões informativas e formativas, não me custa acreditar que este fosse mais um esquema para sacar mais uns cobres a alguns condutores.

Claro que gostaria de ver mais civismo na estrada. Por parte de todos os atores. Também por parte das autoridades, que muitas vezes dão o exemplo do que não deve ser feito. Lembro-me sempre da adolescência, quando via a autoridade a multar os carros mal estacionados em frente a um famoso talho, não sendo raro ver as viaturas da mesma autoridade paradas exatamente no mesmo local onde tinham ganho o dia, a comprar a sua carne. E muitas dessas vezes causavam transtorno ao fluxo automóvel. E quem não vê, volta e meia, viaturas da polícia escondidas, com o objetivo claro de apanhar a transgressão, ao contrário do que devia ser feito e trabalhar na prevenção.

Um amigo contou-me a história de um país nórdico, que não me recordo qual, em que colocavam bonecos de polícias de cartão, à beira das estradas, com o objetivo de relembrar os condutores que poderiam estar a cometer excessos. Porque quem conduz habitualmente, sabe que em certos lugares, como a auto-estrada, facilmente nos distraímos com o velocímetro. E talvez haja meios de ajudar a prevenir e a fazer olhar para o conta-kilómetros, sem necessidade de autuar. É que este é dinheiro mal empregue. E não evita os acidentes.

De qualquer forma, e voltando ao tema "radares na via verde", há alguém que possa validar esta informação?
Enviar um comentário