ousar emagrecer o parlamento? o exemplo da Suécia!

Já têm havido algumas vozes que se manifestam favoráveis à redução do número de deputados do parlamento. Nos últimos tempos, Fernando Nobre enquanto candidato presidencial, foi a voz mais ouvida. Pretendia uma redução para 100 deputados. Nestes dias, tem sido Jorge Lacão, deputado socialista, a propor uma redução para 180 deputados, dando voz a vozes que se foram cansando de clamar por esta redução. É provável que os lobies do partido se comecem a fazer ouvir. Já se começa a prever um futuro "tipo Cravinho", quando tentou apresentar o seu "pacote" de combate à corrupção. Também pode ser a esperança do Jorge Lacão: "eh pá, estou farto disto! o que é que poderei fazer para me mandarem para um lugar mais agradável? vou agitar as águas, fazem-me como o Carrilho e o Cravinho, e depois basta-me ver o que Carrilho faz, e fazer o contrário para garantir uns anitos de prosperidade e sem as chatices aqui do feudo! Vou propor reduzirem os deputados! ihihih!"
Claro que acredito que haja gente de convicções, e o Lacão até está neste reduzido número de políticos!
Associado a esta redução de políticos, pode ser interessante a introdução dos círculos uninominais, ou qualquer coisa do género, que efectivamente aproxime os políticos dos cidadãos. E já agora, façam com que o Presidente da República só possa ser durante um mandato, mesmo que se aumente para 7 ou 8 anos. Assim, o primeiro mandato deixa de ser exercido com vista à reeleição, e passa a ser exercido de forma plena.
 Os chavões que normalmente se utilizam quando se comparam os políticos portugueses com os europeus, são desconstruidos pela reportagem sobre os deputados num país reconhecidamente civilizado e em que existe uma economia sã (^_^ EO). Um exemplo para se começar a cortar nas benesses aos políticos e aos cargos de nomeação política.
Seria bom que, tal como os deputados suecos, os políticos existissem para servir e não para se servir (este também é um chavão, mas imbuido de uma verdade absoluta, aqui na Lusitânea):
Enviar um comentário