Dezembro começa bem!

Dezembro começou com um gesto bonito!
Tenho tentado ao longo destes últimos tempos ensinar-me que os gestos que fazemos sabem melhor se não esperarmos nada em troca. Mesmo quando falamos de um simples "obrigado", é melhor fazer sem o esperar, e sorrir se o recebermos. Esta simples questão tem melhorado os meus níveis de irritação (níveis mais baixos), porque me tenho convencido a não valorizar a falta de gratidão (o que é diferente da ingratidão). Apesar de tudo, vou sendo alvo de muitas acções bonitas e de acções que ficam marcadas.
Hoje foi dia de mais uma dessas acções. E praticada por alguém que conheço mal. Uma vizinha, que já foi do mesmo prédio, mas agora é de outro prédio na zona. Depois de ir com C e D tomar café e acompanhá-los até ao espectáculo do Panda, ia embora quando me deparo com esta vizinha. Depois do bom dia habitual, pergunta-me se quero 2 bilhetes para o Panda, visto que tinha bilhetes para o espectáculo da tarde, e eu poderia ir. Disse-lhe que C e D já lá estavam. Ainda me disse que poderia ir ter com eles. Não sei bem porquê, mas acabei por não ir. "Tenho que ir trabalhar". "Podem ser bilhetes para outra zona".
Confesso que fiquei imensamente sensibilizado pelo gesto. A vizinha mal me conhece!Depois de ver as caras de C e D, depois do espectáculo, e apesar de saber que a razão foi mais forte, desejei que a emoção me tivesse toldado a razão por umas horas! 
Enviar um comentário