Coimbra: Humanidade mais rica com novo Património

Retirada do Facebook
Coimbra está de parabéns pela classificação da UNESCO da Universidade de Coimbra como Património da Humanidade. É um momento muito importante para a cidade e para a região e é o resultado de um trabalho que demorou vários séculos a construir e que deve deixar orgulhosos todos os Portugueses.

Que este reconhecimento seja um incentivo que permita que Coimbra seja uma cidade mais dinâmica e menos dependente da Universidade. Apesar de desejar que a Universidade de Coimbra permaneça nos melhores rankings, independentemente dos vários critérios de classificação utilizados, será bom que Coimbra aproveite este momento para ser algo mais do que apenas uma cidade Universitária. Seria bom que se conseguisse afirmar como pólo de desenvolvimento do país, mas com reflexo real na economia e qualidade de vida da cidade. Seria mais fácil se Coimbra olhasse para além das fronteiras da cidade. Seria mais fácil se Coimbra se afirmasse como bandeira de uma região.

Este foi um reconhecimento de um passado rico e de méritos indesmentíveis com efeitos expectáveis diretos e indiretos no turismo, economia e na auto-estima da cidade. Este foi o resultado de um trabalho do presente com a apresentação de uma candidatura de um património do passado. Este reconhecimento aconteceu numa cidade que precisa de se afirmar como dinâmica, empreendedora e com capacidade de criar valor para a sociedade de forma transversal e mais equitativa, para que, na fronteira do agora Património da Humanidade não haja casos de pobreza e de condições de vida que envergonham e comovem a mais dura pedra da calçada.

Como dizia Confúcio "A essência do conhecimento consiste em aplicá-lo, uma vez possuído." Ou um dos pensadores que influenciou grandemente o nosso conhecimento atual, Platão, "A coisa mais indispensável a um homem é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento".

Que a Universidade de Coimbra, que a cidade de Coimbra, que a região de Coimbra saiba o uso a dar ao conhecimento aqui gerado e como o aplicar. Só assim o futuro poderá ser ganho.

Gostaria que Sérgio Godinho fosse ouvido quando canta, "este é o primeiro dia do resto das nossas vidas".

Leituras:
Unesco classifica Universidade de Coimbra como Patrimonio Mundial
Coimbra para Todos

Enviar um comentário