a escola é um circo?


Seguindo ainda com o mote anterior, a primeira tentação é dizer que hoje, a escola é um autêntico circo. Notícias como estudantes vão poder ser expulsos da escola ou alunos e professores podem pedir para mudar os agressores de turma ou ainda tarefas a favor da comunidade para os alunos faltosos eram inevitáveis. Claro que há sempre quem diga que correspondem a uma visão salazarenta. A estes, deverá recordado o binómio liberdade/responsabilidade. Aparentemente, apenas a parte da liberdade parece ter evoluído, generalizando e correndo o risco de injustiças na análise. A autoridade dos professores é apenas uma figura de estilo e é um conceito Kodak: acabou e serve apenas para recordar. Assim, esperava-se que mais tarde ou mais cedo medidas como as anteriormente descritas aparecessem.

A questão aqui, é comparar com o circo. O circo não deve ser um forrobodó desorganizado e caótico. Tem que haver muita organização, treino e respeito. Imagino que haja respeito mútuo entre o leão e o domador que mete a cabeça na sua boca. Imagino as horas de trabalho e a disciplina necessárias para um trapezista dar os mortais a alguns metros de altura. Percebi um pouco melhor esta realidade com este livro Cirque du Soleil: a chama da criatividade.

Acredito que a disciplina e o número mágico do sucesso, como se pode ver no texto seguinte 10000 horas para o sucesso são fatores essenciais para a melhoria da nossa sociedade e da qualidade de vida individual e coletiva. Se quisermos um exemplo popular, temos o Cristiano Ronaldo, um trabalhador incansável que só atingiu este nível pelas suas muitas horas de esforço e dedicação. Só assim se pode alcançar o desígnio defendido pelo Presidente da República que nos diz que é através do empreendedorismo e da inovação que Portugal pode melhorar a sua competitividade e subir na escala de valor, recusando o caminho dos salários baixos. Finalmente apareceu com uma mensagem positiva! Já era tempo!

Claro que para que a inovação e o empreendedorismo tenham condições para acontecer, é necessário conhecimento, experimentação e focalização em objetivos. Espero que com este estatuto do aluno, melhorem as condições e os resultados. Seja no futebol, no circo, na ciência, economia ou medicina, que haja competência, criatividade e gosto no que se faz! Haja alegria e boa disposição!
Enviar um comentário