a problemática do frango!

A problemática do frango reflecte com humor, a forma como as situações são analisadas segundo diferentes perspectivas. É uma ocorrência diária da qual muitas vezes não nos apercebemos. Há vários factores que influenciam a nossa percepção da situação: a função, os objectivos, os preconceitos, as experiências, a religião e outros. O que é importante, é ter a noção das várias perspactivas, analisá-las com base em dados objectivos e tomar as decisões em conformidade.

A história seguinte (recebida por mail da DP) apresenta a potencial visão de diferentes pessoas, baseadas nos seus interesses ou áreas de estudo, sobre um problema simples!

“O PROBLEMA DO FRANGO ATRAVESSAR A RUA, SEGUNDO A OPINIÃO DE ILUSTRES PENSADORES DO PASSADO E DO PRESENTE”


O frango atravessou a rua porquê?
Professora Primária: "Porque o frango queria chegar ao outro lado da rua."
Criança: "Porque sim."
Platão: "Porque queria alcançar o Bem."
Aristóteles: "Porque é da natureza do frango atravessar a rua."
Descartes: "O frango pensou antes de atravessar a rua, logo, existe."
Rousseau: "O frango por natureza é bom; a sociedade é que o corrompe e o leva atravessar a rua."
Freud: "A preocupação com o facto de o frango ter atravessado a rua é um sintoma de insegurança sexual."
Darwin: "Ao longo dos tempos, os frangos vêm sendo seleccionados de forma natural, de modo que, actualmente, a sua evolução genética fê-los dotados da capacidade de cruzar a rua."
Einstein: "Se o frango atravessou a rua ou se a rua se moveu em direcção ao frango, depende do ponto de vista... Tudo é relativo."
Martin Luther King: "Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos livres podem cruzar a rua sem que sejam questionados os seus motivos. O frango sonhou."
George W. Bush: "Sabemos que o frango atravessou a rua para poder dispor do seu arsenal de armas de destruição massiça. Por isso tivemos de eliminar o frango."
Cavaco Silva: "Porque é que atravessou a rua, não é importante. O que o país precisa de saber é que, comigo, o frango vai dispor de uma conjuntura favorável. Não colocarei entraves para o frango atravessar a rua."
José Sócrates: "O meu governo foi o que construiu mais passadeiras para frangos. Quando for reeleito, vou construir galinheiros de cada lado da rua para os frangos não terem de a atravessar."
Mário Soares: "Já disse ao frango para desistir de atravessar a rua! Eu é que vou atravessar! Não vou desistir porque sei que os portugueses querem que eu atravesse outra vez a rua!!!"
Manuel Alegre: "O frango é livre, é lindo, uma coisa assim... com penas! Ele atravessou, atravessa e atravessará a rua, porque o vento cala a desgraça, o vento nada lhe diz!"
Jerónimo de Sousa: "A culpa é das elites dominantes, imperialistas e burguesas que pretendem dominar os frangos, usurpar os seus direitos e aniquilar a sua capacidade de atravessar a rua, na conquista de um mundo socialista melhor e mais justo!"
Francisco Louçã: "Porque é preciso dizer olhos nos olhos que só por uma questão racista o frango necessita de atravessar a rua para o outro lado. É uma mesquinhice obrigar o frango a atravessar a rua!"
Valentim Loureiro: "Desafio alguém a provar que o frango atravessou a rua. É mentira...!!! É tudo mentira!!!"
Paulo Bento: "O frango atravessou a rua tranquilamente... Era isso que esperávamos e foi isso que aconteceu, com muita naturalidade. O frango ainda é muito jovem e estas coisas pagam-se caro, com tranquilidade!!!"
Zézé Camarinha: "Porque foi ao engate! É um verdadeiro macho, viu uma franga camone do outro lado da rua e não perdoou. Deu um créu nela!!!"
E a Loira Lili Caneças...: "Porque se queria juntar aos outros mamíferos."


De facto os consensos são difíceis. Tenho curiosidade em saber qual seria a perspectiva destes mesmos pensadores sobre um jogador de futebol e um palhaço de circo. Um exercício a fazer!
Enviar um comentário