filetes sem espinhas * Marketing em ação


Há uma história fascinante sobre marketing "simples" que transmite uma grande confiança. Esta história encanta-me há muitos anos. Associava esta história a um restaurante, mas ao falar com um dos donos (o mais novo), disse-me que nunca tinha ouvido falar deste tipo de ação. Sem restaurante a quem associar este relato mítico, e sabendo que não há fumo sem fogo, fica a história que poderá estar no âmbito dos mitos urbanos. Quero acreditar que não:

Num restaurante conceituado na praça, cujo prato principal era o leitão à bairrada e os filetes de peixe, era propagado aos 7 ventos que, se alguém encontrasse uma espinha nos filetes, poderiam ir embora com o jantar pago. A confiança era elevada e, durante muito tempo, não havia memória que alguém tivesse encontrado espinha nos filetes. O restaurante enchia e a sua qualidade e confiança num prato que não era o principal, começou a trazer mais pessoas ao local, cujo desempenho melhorava de dia para dia. As pessoas já esperavam à porta, não apenas para o famoso leitão, mas também para tentar encontrar uma abençoada espinha em algum filete mais distraído.

Até que... - há sempre um até que, ou um mas - começaram a ocorrer várias situações de espinhas nos filetes e de almoços com prato de filete à pato, gratuito, à borliu.

A gerência analisou a situação, para perceber se tinha sido do método, dos cozinheiros ou da matéria-prima. Não encontraram razão para tal acontecer. Ficaram mais atentos e conseguiram perceber que havia clientes que traziam espinhas para poderem reclamar um almoço sem custo. Foi o fim da brincadeira mas, enquanto durou, chamou a atenção e atraiu clientes.

Mais uma ação de marketing: simples, com baixo custo e grande eficácia!
Enviar um comentário