25 de Abril, Cavaco e a ASAE


Parabéns ao 25 de Abril. Deu-nos a liberdade de escolha em atos tão simples como estar presente ou não num local. Assim, temos o exemplo da aplicação prática desta liberdade através de 2 exemplos provenientes de áreas ideológicas semelhantes, com opções diferentes:
Mário Soares optou por não ir às comemorações do 25 de Abril. Não interessam as razões! Está no seu direito!
Jorge Sampaio optou por estar presente nas comemorações do 25 de Abril. Não interessam as razões! Está no seu direito!
Ainda um exemplo da influência do 25 de Abril, sobre como deveria ser um Portugal perfeito, em que ninguém está livre de ter que cumprir, se as instituições trabalhassem bem. Tenha a sensação é que é apenas uma gota no oceano: Cavaco e a ASAE.
Enviar um comentário