Earworm XXIX



«Sem modelo a imitar, sem autoridades poéticas a respeitar, os autores da literatura oral da língua pashtun criam longe dos livros. (…) Há um género que exige sempre a participação [da mulher]: o Landay trata-se de um poema curto, de dois versos livres de nove e treze sílabas, sem rimas obrigatórias mas com sólidas escansões internas. Vocalizado diferentemente segundo as regiões, frequentemente pontua as discussões à maneira de uma citação, de um ditado que expõe um sentimento ou uma ideia. (…) As suas melodias incansavelmente exaltam três temas com sabor a sangue: o amor, a honra, a morte.» in "A voz secreta das mulheres afegãs - o suicídio e o canto", de Sayd Bahodine Majrouh.


Inspirações....





Dhafer Youssef - In the name of love
Enviar um comentário