Poupar está no topo das prioridades!


Como poupar dinheiro? Tendo por base experiências próprias e de amigos e conhecidos, deixo a seguir umas dicas: 

1. Diminuir o valor da refeição de trabalho, vulgo diária: Ter a possibilidade de almoçar em casa ou de ter um espaço adequado para usufruir da marmita, que são um objeto e um conceito que estão na moda, permitem poupanças a curto prazo, nos gastos mensais com alimentação e tem reflexo a longo prazo no ginásio e no médico, pois a tendência é para que as refeições sejam mais saudáveis. 

2. Renegociar com a MEO ou com a ZON. De tempos a tempos aparecem comerciais, vendedores ou prospetores, consoante lhes queiram chamar, para propor melhorias na qualidade do serviço prestado ou redução de preço para as mesmas condições. Talvez seja boa ideia ouvir um pouco o que estes senhores (as) têm para dizer e, no mínimo, renegociar com o operador atual.

3. Facebook, Skype e Gmail: Utilizar o Facebook, o Skype e o gmail para contactar com amigos, clientes e outros, pode ter um impacto significativo na fatura do telemóvel.

4. Comemorações: Realizar os jantares comemorativos em casa ajuda a baixar os custos significativamente. Somos dos povos que mais jantam fora de casa. Já deixei de contribuir para essa estatística há algum tempo! Mas se for mesmo necessário, beba-se água!

5. Compras: Fazer compras sozinho e focado na lista que se levou de casa. Arranjar sistema de choque elétrico sempre que se caia na tentação de meter no carrinho qualquer produto que saia da lista. 

6. Fome: Não fazer compras com fome. A sensação de fome conduz-nos a comprar mais produtos e os aromas e apelos visuais tornam-se irresistíveis, aumentando a nossa necessidade comprar mais para saciar esta sensação.

7. Pequeno almoço e lanche em casa. 2,5 €*2=5; 5*30=150€. Se uma pessoa tomar um pequeno almoço e um lanche fora de casa diariamente, gasta cerca de 150€/mês. Se forem 4?

Claro que temos que andar sempre atentos à 8.ª forma de poupança. Aceito sugestões. Entretanto, ficam mais umas dicas em:




Enviar um comentário