Síndrome do trauma pós-férias... como ultrapassar?



Nesta altura de férias todos, ou pelo menos os que têm direito a férias (e os que têm a felicidade de não refilar por tudo e por nada... e os que não estão de ressaca... e os que aproveitam bem os dias... e as noites... e alguns otimistas por natureza.......), andamos com um ar satisfeito. É o merecido descanso do guerreiro, depois de um ano de trabalho intenso...

As férias são um período tão bom, que sinto que me conseguiria habituar a andar assim uns meses...... ou não! Independentemente da vontade de voltar para o trabalho ser mais consoladora ou traumatizante, há, em muitas pessoas - incluindo eu - uma necessidade de adaptação e pode-se observar, com facilidade, a resistência à mudança no seu pleno!

Há médicos e psicólogos que analisam e estudam este "síndrome pós-férias". Destes estudos, saem dicas interessantes para reduzir a dita resistência, como se pode ver em médicos explicam síndrome pós-ferias ou em estratégias para reduzir o síndrome pós-ferias.

Eu optei por mudar o meu escritório e, durante algumas horas de trabalho, estou instalado no local apresentado na imagem acima... e está a resultar... Onde será? Bem, não interessa... É mais um dos paraísos na terra! E tem apresentado bens resultados... bons índices de produtividade e o tal síndrome tem andado por longe...
Enviar um comentário