E se apanhasse um seu colaborador a dormir?

virgin blog



O que aconteceria se encontrasse um colaborador seu a dormir no local de trabalho? Acordava-o? Gritava? Tirava uma foto para memória futura? Tapava-o com uma manta? Melhor ainda, como reagiria o seu colaborador se fosse apanhado por si (se não é... imagine que é... superior hierárquico)! Medo? Bocejo? Constrangimento? Procura buraco para se enfiar? ou Risota partilhada? Calma? Não vê nada de errado?

Qualquer uma das situações poderia dizer muito sobre o estilo de liderança presente e, se há quem faça desta situação um drama e a classifique como inqualificável e há quem se ria e aproveite o momento. 

Sir Richard, com a atitude que lhe é conhecida, aproveitou para tirar uma foto com o “Soneca da Virgin” e deve ter pensado que lhe poderia acontecer o mesmo, pois afirmou que apenas se retirou para tirar um merecido descanso.

É bom ver estes exemplos de grandes líderes de grupos multinacionais e perceber que está presente uma atitude de respeito e boa disposição. Qual de nós ainda não passou pelas brasas, ou pelo menos não sentiu a cabeça cair no teclado em momentos de grande stress e várias horas de trabalho seguidas? Ou em momentos em que a noite proporcionada pelos filhos foi excitante, não deixando pregar olho? Ou depois da festa da empresa que durou até às tantas, mas não houve possibilidade de deixar de ir ao escritório?

Podemos dizer que é o excêntrico Sir Richard e que não haveria muitos outros tão complacentes com os seus colaboradores. Eu acredito que a melhor forma de reforçar os laços com os colaboradores, seria tapá-los com uma manta, ou tirar uma foto. Preferencialmente, tirar uma foto antes da manta, tapá-lo com a manta e tirar uma foto depois da manta. Logo de seguida, perceber se está tudo bem com o colaborador e disponibilizar-se para o ajudar. 

Depois, pedir aos responsáveis pelos recursos humanos para estudar com maior detalhe os benefícios das sestas e os ritmos de trabalho dos colaboradores da empresa. Quem sabe se a introdução da possibilidade de ter um período de sesta traria vantagens inesperadas à organização. Já há quem defenda esta prática Como tirar uma sesta poderosa no seu local de trabalho? e, como diria a Maia, não negue à partida uma ciência que não conhece!

O Dr. Ron Friedman, autor do livro " The Best Places to Work", apresenta-nos um vídeo onde fala sobre os benefícios das sestas de apenas 10 minutos na melhoria do desempenho, saúde, energia e controlo emocional.
Seja o que for que aconteça com os colaboradores, não ser impulsivo relativamente às situações pode ter bons resultados. Deve-se conhecer o contexto da situação, visto que os acontecimentos dependem das pessoas, das suas relações e das circunstâncias que as acompanham. Por isso, julgar precipitadamente pode não dar bons resultados.

Ouça duas vezes antes de falar e poderá melhorar a sua capacidade de liderança.

Ler mais em:
 
Enviar um comentário